Categoria: Tipos de Inovação

Lean Canvas

Texto escrito por Karina Moura (kms2@cin.ufpe.br), Karine Gomes (kgmg@cin.ufpe.br) e Karla Silva (kmbs@cin.ufpe.br)

Na aula da segunda-feira (30), após discussões sobre Business Model Canvas e Lean Canvas. Desenvolvemos a primeira versão do Lean Canvas da equipe de estilo de vida/moda.

O Lean Canvas é baseado no Business Model Canvas e foi criado por Ash Maurya com objetivo de dar maior foco aos aspectos considerados mais críticos na criação de uma startup. Na figura abaixo você pode ver um template do Lean Canvas.

Lean Canvas
Template para o  Lean Canvas

O lean canvas da nossa equipe na versão 2, após feedbacks do Professor Cristiano e colegas de classe, pode ser encontrado no  seguinte link https://app.leanstack.com/canvases/229439/slideshow#next .

Anúncios

Palestra Know Your WHY

Texto escrito por Karla Silva (kmbs@cin.ufpe.br)

No dia 24 de novembro de 2015 no auditório da JUMP Brasil, aconteceu a palestra “Know Your WHY” conduzida por Jamie Douraghy, membro do Entrepreneurs’ Organization de Los Angeles.

Jamie procurou mostrar aos presentes na plateia como saber o seu “Why” e entender melhor a sua razão de ser. Ele começa a palestra mostrando um caminho de sabendo o porquê e outro caminho de não sabendo. Segundo ele, essa reflexão é importante para saber para onde se está indo. Com isso, ele mostrou 9 whys e de acordo com as histórias contadas ajudava a identificar o respectivo why. Na segunda parte da palestra tiveram dinamicas que buscavam identificar esses whys dos participantes da plateia.

Jamie Douraghy, membro de EO Los Angeles.

Na minha opinião, na palestra o aprendizado mais importante foi como ele fez a conexão entre o Why, How e What. Nesse momento, as coisas ficaram muito mais claras e fizeram total sentido. Ele chama isso de Personal WHY-fi. O símbolo lembra o sinal conhecido da rede sem fio. O slide do personal WHY-fy pode ser visualizado nesse post no LinkedIn.

Two Curves

Texto escrito por Karina Moura (kms2@cin.ufpe.br), Karine Gomes (kgmg@cin.ufpe.br) e Karla Silva (kmbs@cin.ufpe.br)

Na aula da terça-feira (17), a equipe de estilo de vida/moda apresentou os sinais de muda, os forecastings e as duas curvas para o projeto da disciplina de empreendedorismo.

A apresentação da nossa equipe,  pode ser encontrado no  seguinte link  https://drive.google.com/open?id=1KkjyiUI2F2Ni0I3iCozuu8jNPvy9MCUs3cVAP9TV32A.

Propriedade Intelectual

Texto escrito por Karla Silva (kmbs@cin.ufpe.br)

Hoje, vemos muito na mídia discussões sobre Propriedade Intelectual, mas finalmente o que é PI?

Propriedade Intelectual é a área do Direito que, por meio de leis, garante a inventores ou responsáveis por qualquer produção do intelecto – seja nos domínios industrial, científico, literário ou artístico – o direito de obter, por um determinado período de tempo, recompensa pela própria criação.

Associação Paulista de Propriedade Intelectual

Segundo a definição da Organização Mundial de Propriedade Intelectual, a PI pode ser dividida em duas categorias: propriedade Industrial e direitos autorais. Cada uma inclui coisas especificas desde patentes a cultura imaterial.

O processamento dos registros no Brasil é realizado pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial. No entanto, a Universidade Federal de Pernambuco conta com a Diretoria de Inovação e Empreendedorismo para realizar essa tarefa. A DINE disponibiliza um manual que visa disponibilizar para a comunidade acadêmica,  o valor da propriedade intelectual para a Universidade e para seus pesquisadores. Além disso, o site do departamento disponibiliza glossários, dicas de como proceder para depositar uma patente e etc. Confere lá: https://www.ufpe.br/dine/index.php

Referências:

Whatsapp – Inovação de Produto

Por Jônatas Bezerra

O WhatsApp aplicativo de troca de mensagens, fotos, vídeos e, mais recentemente, ligação por smartphone via 3G ou Wifi. O aplicativo primeiramente focou numa única funcionalidade, a comunicação por mensagens via smartphones. Simples. Grátis. Rápida. Fácil de usar. Abordou um problema enorme, relevante, frequente e mal solucionado pelos atuais fornecedores. Algo que pode ser caracterizado como uma inovação de ruptura de produto. O WhatsApp tem hoje 800 milhões de usuários (dado de Abril de 2015). O WhatsApp é líder em mercados emergentes como Brasil, India e México. O WhatsApp foi adiquirido pelo Facebook no segundo semestre de 2014 por cerca de US$ 22 bilhões.

Fonte: